Home » , , , » Poemas para crianças de Vinicius de Moraes

Poemas para crianças de Vinicius de Moraes


A Casa é um dos poemas para crianças de Vinicius de Moraes musicado que mais gosto. Até hoje canto pros meus filhos. Seguem mais poemas para crianças com ritmo.

A casa
Vinicius de Moraes

Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia entrar nela, não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi
Porque penico não tinha ali
Mas era feita com muito esmero
Na rua dos Bobos
Número zero

© Tonga Editora Musical LTDA
A galinha d' Angola
Vinicius de Moraes / Toquinho

Coitada, coitadinha
Da galinha-d'Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola


Ela vende confusão
E compra briga
Gosta muito de fofoca
E adora intriga
Fala tanto
Que parece que engoliu uma matraca
E vive reclamando
Que está fraca


Tou fraca! Tou fraca! 
Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!


Coitada, coitadinha
Da galinha-d'Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola


Come tanto
Até ter dor de barriga
Ela é uma bagunceira
De uma figa
Quando choca, cocoroca
Come milho e come caca
E vive reclamando
Que está fraca


Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!

© Tonga Editora Musical LTDA
 


Aquarela
Vinicius de Moraes / Toquinho / Guido Morra / Maurizio Fabrizio

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo
Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva
E se faço chover com dois riscos tenho um guarda-chuva
Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel
Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu


Vai voando, contornando
A imensa curva norte-sul
Vou com ela viajando
Havaí, Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela branco navegando
É tanto céu e mar num beijo azul
Entre as nuvens vem surgindo
Um lindo avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo
Com suas luzes a piscar
Basta imaginar e ele está partindo
Sereno indo
E se a gente quiser
Ele vai pousar


Numa folha qualquer eu desenho um navio de partida
Com alguns bons amigos, bebendo de bem com a vida
De uma América a outra consigo passar num segundo
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo
Um menino caminha e caminhando chega num muro
E ali logo em frente a esperar pela gente o futuro está


E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença muda nossa vida
E depois convida a rir ou chorar
Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela que um dia enfim
Descolorirá


Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
Que descolorirá
E se faço chover com dois riscos tenho um guarda-chuva
Que descolorirá
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo
Que descolorirá

© Tonga Editora Musical LTDA



Canção da noite
Vinicius de Moraes / Paulo Tapajós

Dorme 
Que estou a teu lado
Dorme sem cuidado
Nã nã nã nã nã


Dorme
Oh, meu anjo lindo
Vai calma dormindo
Nã nã nã nã nã


Sonha 
Com noites de lua
Que minh'alma é tua
Quem vela sou eu!


Dorme 
Com riso na boca
Que a noite é bem pouca
Nã nã nã nã nã


Dorme 
E sonha comigo
Com teu doce amigo
Nã nã nã nã nã

© Irmãos Vitale S/A
 

  
Corujinha
Vinicius de Moraes / Toquinho

Corujinha, corujinha
Que peninha de você
Fica toda encolhidinha
Sempre olhando não sei quê

O seu canto de repente
Faz a gente estremecer
Corujinha, pobrezinha
Todo mundo que te vê
Diz assim, ah, coitadinha
Que feinha que é você

Quando a noite vem chegando
Chega o teu amanhecer
E se o sol vem despontando
Vais voando te esconder

Hoje em dia andas vaidosa
Orgulhosa como quê
Toda noite tua carinha
Aparece na TV
Corujinha, coitadinha 
Que feinha que é você

© Tonga Editora Musical LTDA

 O peru
Vinicius de Moraes / Toquinho / Paulo Soledade

Glu! Glu! Glu! 
Abram alas pro peru! 


O peru foi a passeio
Pensando que era pavão
Tico-tico riu-se tanto
Que morreu de congestão

O peru dança de roda
Numa roda de carvão
Quando acaba fica tonto
De quase cair no chão

O peru se viu um dia
Nas águas do ribeirão
Foi-se olhando, foi dizendo
Que beleza de pavão

Foi dormir e teve um sonho
Logo que o sol se escondeu
Que sua cauda tinha cores
Como a desse amigo seu

© Tonga Editora Musical LTDA / Direto

4 comentários:

  1. olá eu e meu filho de oito anos nos divertimos muito aqui neste mundinho abraço e parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem não gosta desse blog

      Excluir
  2. olá eu e meu filho de oito anos nos divertimos muito aqui neste mundinho abraço e parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  3. hóóó minha pequena filha também se diverte nesse lindo mundinho

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário.

Popular Posts

Jogos de Desenhos da Dora Aventureira

Pesquise Aqui

Custom Search

Marcadores

Alfabetização Alfabetos All Artes Artigos Educacionais Atividades Bíblicas Atividades de Alfabetização Atividades de Ciências Atividades de Escrita Atividades de Inglês Atividades de Leitura Atividades de Letramento Atividades de Matemática Atividades de Ortografia Atividades de Produção Textual Atividades de Redação Atividades Geométricas Atividades para 1º ano Atividades para 2º ano Atividades para 3º ano Atividades para 4º ano Atividades para 5º ano Atividades para 6º ano Atividades para 8º Ano Atividades para 9º Ano Atividades Pontilhadas Atividades prontas Bilhetes de Incentivo Bonecas de Papel Bordas Pedagógicas Brinquedos Pedagógicos Caixinha de Leitura Calendários Caligrafia Capas para Cadernos Carnaval Cartazes Cartões Caça-Palavras Cenários Infantis Cliparts Escolares Combinados de Sala de Aula Contos de Fadas Coordenação Motora - Atividades Copa do Mundo Crachás Escolares Cruzadinhas Pedagógicas Datas Comemorativas Descobrimento do Brasil Desenhos para Colorir Desenhos para Emoções Dia da Mulher Dia das Crianças Dia das Mães Dia do Circo Dia do Gaúcho Dia do Livro Dia do Professor Dia do Soldado Dia do Índio Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas Dicionário Ditados Dobraduras Educação Física Enigmas Espanhol Estações do Ano Etiquetas para Cadernos Família Festa Junina Figuras Escolares Filosofia para Crianças Folclore Frases Frases para Grupos de Estudo Fábulas Infantis Férias Geografia Brasileira Gramática Halloween Higiene Hinos Nacionais História Humor Hábitos de Higiene Ideias Identidade da Criança Imagens para enfeitar atividades Incentivos Interpretação de Textos Jogos Pedagógicos Jograis Labirintos - Atividades Lembrancinhas Letramento Liga-pontos Literatura Infantil Mandalas Infantis Mascaras Infantis Matemática Matemática Infantil Material Dourado Maternal Meus textos modelos de Ficha de Avaliação Modelos de Termos de Compromisso Moldes Máscaras Infantis Músicas Infantis Natal Notícias da Educação Numerais Origamis Ortografia Paródias Peças de Teatro Infantil Poesias Infantis Pontuação Problemas de Matemática Projetos Pedagógicos Prova Brasil Páscoa Regras e Rotina Religião Rotina Musical Sete de Setembro Silabários Tabuada Textos para Reuniões Pedagógicas Tirinhas Trânsito Turma da Mônica Vídeos Pedagógicos

Receba em seu Email

Visitantes