Home » » POEMAS DE NATAL PARA DECLAMAR

POEMAS DE NATAL PARA DECLAMAR

POEMAS DE NATAL PARA DECLAMAR
A todos um Bom Natal
Refrão
A todos um Bom Natal
A todos um Bom Natal
Que seja um Bom Natal, para todos vós
No Natal pela manhã
Ouvem-se os sinos tocar
E há uma grande alegria, no ar
Refrão
Nesta manhã de Natal
Há em todos os países
Muitos milhões de meninos, felizes
Refrão
Vão aos saltos pela casa
Descalças ou com chinelos
Procurar suas prendas, tão belas
Refrão
Depois há danças de roda
As crianças dão as mãos
No Natal todos se sentem, irmãos
Refrão
Se isto fosse verdade
Para todos os Meninos
Era bom ouvir os sinos tocar.

Beijai o Menino
Beijai o Menino
Beijai-o agora
Beijai o Menino
De Nossa Senhora
Beijai o Menino 
Beijai-o no pé
Beijai o Menino
De São José
Beijai o Menino
Beijai-o na mão
Beijai o Menino
De São João.

Brilha, brilha, lá no céu
Brilha, brilha,
Lá no céu,
A estrelinha que nasceu.
Logo outra surge ao lado
E o céu fica iluminado.
Brilha, brilha,
Lá no céu,
A estrelinha que nasceu.

Canção de Natal
Num berço feito de ferro
Sob um beiral pequenino
Deu-se o milagre divino
Nasceu Jesus nazareno
Natal, Natal, amor, alegria
Natal, Natal, o sino anuncia
Natal!!!!!!!

Cantigas dos Reis
Santos reis, Santos coroados
Vinde ver quem vos coroou
Foi a Virgem mãe sagrada
Quando por aqui passou
O caminho era torto
Uma estrela vos guiou
Em cima de uma cabana
Essa estrela se poisou
A cabana era pequena
Não cabiam todos três
Adoraram Deus Menino
Cada um por sua vez.

Canto dos pastores
Pastorinhos do deserto
É pois certo
Que na noite de Natal
Num curral
Baixou o Filho de Deus
Lá dos céus?
Quem nos deu tanta alegria?
Foi Maria!
E quem nos deu tanta luz?
Foi Jesus?
Onde nasceu tanto bom?
Em Belém!

Conto de Natal
Estando a Virgem
À borda do rio
Lavando os cueirinhos
Do seu Bento filho
A Virgem lavava
São José estendia
O Menino chorava 
Com frio que fazia
A Virgem ao peito
O foi conhecer
E logo o Deus Menino
Deixou de chorar.

Dorme, dorme...
Vai-te embora, passarinho,
Vai-te embora, passarinho,
Deixa a baga ao loureiro.
Deixa dormir o menino,
Deixa dormir o menino,
Que 'sta no sono primeiro.
Dorme, dorme, meu menino,
Dorme, dorme, meu menino,
Que a mãezinha logo vem.
Foi lavar os cueirinhos
Foi lavar os cueirinhos
À fontinha de Belém.

É Natal, nasceu um bébé
Não é só na chaminé
Com o Pai Natal ao pé
Nem pinheiro, nem estrelinhas
Natal é uma adivinha
Sabem o que é,
Sabem o que é,
É Natal nasceu um bébé
Ontem, hoje e amanhã
E tu nem sequer sabias
Que não é só em Dezembro
Natal é todos os dias

Entrai Pastores
Entrai pastores entrai
Por este portal sagrado
Vinde adorar o menino
Numas palhinhas deitado
Alegra os céus e a terra
Cantemos com alegria
Já nasceu Deus Menino
Filho da Virgem Maria.

Eu hei-de dar ao Menino
Eu hei-de dar ao Menino
Uma fitinha pró chapéu;
E ele também me há-de dar
Um lugarzinho no céu.
Olhei para o céu,
Estava estrelado.
Vi o Deus Menino
Em palhas deitado.
Em palhas deitado,
Em palhas estendido,
Filho duma rosa,
Dum cravo nascido!
No seio da Virgem Maria 
Encarnou a divina graça;
Entrou e saiu por ela
Como o sol pela vidraça.
Arre, burriquito,
Vamos a Belém,
Ver o Deus Menino
Que a Senhora tem;
Que a Senhora tem,
Que a Senhora adora.
Arre, burriquito
Vamos lá embora.

Logo que nasceu
Logo que nasceu 
Jesus acampou
E à luz das estrelas
Uma voz soou ( sussurrou )
Uaaa... Uaaa...
Maria a Senhora
Logo o embalou ( aconchegou )
E à luz das estrelas
Uma voz soou ( sussurrou )
Uaaa... Uaaa...
Logo que nasceu
Jesus acampou
E à luz das estrelas
Uma voz sussurrou
Uaaa... Uaaa... Uaaa.

Menino Jesus
O nosso menino Jesus
Nasceu em Belém
Nasceu tão somente
Para querer o bem
Nasceu sobre as palhas,
O nosso menino
Mas a mãe sabia
Que ele era divino
Glori, gloria in exeisix deo

Natal
É Natal, é Natal
Tudo bate o pé
Vamos pôr o sapatinho
Lá na chaminé
Olha o Pai Natal, de barbas branquinhas
Traz o saco cheio de lindas prendinhas
Pai Natal
Irá trazer
Brinquedos para nós
Para a Zeca uma boneca
Para o Zito um apito
Uma bola para saltar
É o que quer o Baltazar.

Natal dos simples
Vamos cantar as janeiras
Por esses quintais adentro
Vamos às raparigas solteiras
Muita neve cai na serra
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem tem saudades da terra
Vamos cantar orvalhadas
Por esses quintais adentro
Vamos às raparigas casadas
Quem tem a candeia acesa
Rabanadas, pão e vinho novo
Matava a fome à pobreza
Vira o vento e muda a sorte
Por aqueles olivais perdidos
Foi-se embora o vento norte
Já nos cansa esta lonjura
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem anda à noite à 'ventura
Pam-pararan-ri-rí 
Pam-pararan-ri-ri
Pam, pam, pam, pam.

Natal (Évora)
O menino está dormindo
O menino está dormindo
Nas palhinhas, despidinho,
Os anjos lhe 'stão cantando
Os anjos lhe 'stão cantando
Por amor tão pobrezinho.
O menino está dormindo
O menino está dormindo
Nos braços da Virgem pura.
Os anjos lhe 'stão cantando:
Os anjos lhe 'stão cantando:
« Hosana lá nas alturas».
O menino está dormindo
O menino está dormindo
Nos braços de São José,
Os anjos lhe 'stão cantando: 
Os anjos lhe 'stão cantando:
« Glória tibi domine».
O menino está dormindo bis
Um sono de amor profundo
Os anjos lhe 'stão cantando:
Os anjos lhe 'stão cantando:
«Viva o salvador do mundo»!

Natal (Goa)
Vamos a Belém beijar o menino.
Vamos a Belém beijar o menino.
Filho de Maria, o Verbo Divino!
Filho de Maria, o Verbo Divino!
Vamos a Belém, vamos apressados.
Vamos a Belém, vamos apressados.
Luzes aparecem por esses 'scampados!
Luzes aparecem por esses 'scampados!
Vamos a Belém, vamos sem demora.
Vamos a Belém, vamos sem demora.
A ver o Menino que nasceu agora!
A ver o Menino que nasceu agora!

Natal (Trás-os-Montes)
Bem pudera Deus nascer
Em cama de pedraria;
Mas p'ra dar exemplo ao mundo,
Nasceu numa estrebaria.
Ó meu Menino Jesus,
Vestido de azul-celeste!
Hei-de pedir à Senhora
Para ser Ele o meu Mestre.

Noite de Natal
Noite de natal chego à porta e bato
vou meter prendinhas, no vosso sapato
Pus o sapatinho, junto à chaminé
E o Papai Natal deu-me um chimpanzé
Mas para alegrar o meu caracol
O Papai-Natal, deu-me um guarda sol
Zangou-se comigo, levou-se da breca
Puxou-me os cabelos, e eu fiquei careca

Noite feliz
Noite feliz!
Noite feliz!
O Senhor, Deus de amor, 
Pobrezinho, nasceu em Belém;
Eis na lapa Jesus, nosso bem!
Dorme em paz, ó Jesus!
Dorme em paz, ó Jesus!

Ó pastores
Ó pastores do monte e prado 
Acordai por vosso bem
Ide já guardar o gado
P'ra ver Jesus em Belém.
Pastorinhos do deserto
Todos correm para O ver
Trazem mil e um presentes
Para o Menino comer.

Os pastores
Os Pastores correm apressados
Beijar o Menino nascido em Belém
Alguns tocam flauta, outros pandeireta, outros tambor
Tocam muito bem.
Tocam muito bem.
Tocam muito bem.
Tocam muito bem.

Pequenino está deitado
Pequenino está deitado
Em palhinhas, Deus infante
Ai! Não há no céu estrelado
Astro de oiro mais brilhante
Correi pastorinhos 
Depressa a Belém
Co'a alma em carinhos
Por Deus nosso bem
Oh! Levai-lhe cordeirinhos
Todos brancos de candura,
De lã branca, com arminhos,
De olhos meigos de ternura.
Mais que a estrela do Oriente,
Mais que o oiro dos Reis Magos,
Jesus preza o inocente
E dos pobres quer afagos.

Pinheirinho
Pinheirinho, Pinheirinho
De ramos verdinhos
P'ra enfeitar, p'ra enfeitar
Bolas, bonequinhos
Uma bola aqui
Uma acolá
Estrelinhas que luzem
Que lindo que está
Olha o Pai Natal
De barbas branquinhas
Trás o saco cheio de lindas prendinhas.

Presente de Natal
Quero que todos os dias
Sejam dias de Natal
Para todos terem alegria
E a ninguém lembrar o mal
Ò menino! Não te esqueças
De me dar um presente
Transforma todos os dias
Em Natais p'ra toda a gente
Em Natais quentes de amor
Com cestos cheios de pão
Com luzes, sinos e febres
Com homens todos irmãos

Quando cai neve
Quando cai neve
Dizem que é Natal
E que vão chegar as prendas
Pobre de mim
Que vive ao pé do mar
Onde o sol desfaz as lendas
Refrão
Dling, dling, dlão, dling, dling
Dling, dling, dlão, dling, dling
Dizem que o sol
Para não se constipar
Se esconde aqui pertinho
Vou logo à noite
Sem o acordar
Vesti-lo de branco lindo
Refrão
Dling, dling, dlão, dling, dling
Dling, dling, dlão, dling, dling

Recado para o menino Jesus
Menino Jesus do céu
Dá-me um avião
Ou um automóvel
Ou mesmo um balão
Um barco a motor
O que te der jeito
Qualquer prendezita
Fico satisfeito
Menino Jesus do céu
Escrevi-te lindo postal
Para me mandares brinquedos
No dia de Natal
Menino Jesus do céu
De seda era o meu postal
Não te esqueças da minha rua
No dia de Natal!

Toca o sino pequenino
Toca o sino pequenino
Sino de Belém,
Já nasceu o Deus Menino
Que a Senhora tem.
É Natal, é Natal,
Vamos sem demora,
Já nasceu o Deus Menino
Que a Senhora adora.

Truz, truz, truz
Truz, truz, truz,
Quem é que vem aí?
É o grupo dos pastores
Que chegou agora aqui
Ó meu Menino Jesus
Da lapa do coração
Dai-me vós alguma coisa
Que está pobre o meu surrão...
Refrão
Ó meu Menino Jesus
Descalcinho pelo chão
Metei os vossos pezinhos
Dentro do meu coração... 
Refrão
Ó meu Menino Jesus
Descalcinho pelo chão
Metei os vossos pezinhos
Dentro do meu coração...

Um pastor vindo de longe
Um pastor vindo de longe
À nossa porta bateu
Trouxe recados que dizem
O Deus menino nasceu.
Este recado tivemos
Já meia noite seria
Estrelas do céu lá vamos
Dar parabéns a Maria.
Vamos ter com os mais pastores
Não se percam no caminho
Vamos todos e depressa
Visitar o Deus Menino

Ai, que formoso Menino!
Ai, que tanta graça tem!
Ai, que tanto se parece
Com sua Senhora

Meditações do Pai Natal

A estrela brilhava
No alto
Tão bela
Que o Pai Natal
(cansado)
Deixou o trenó
E sentou-se nela

Dali avistava
O Mundo inteiro
Os países ricos
As selvas
Os mares
Os Pobres
A fome
A guerra
O deserto
O Passado
O Presente
E um Futuro
(tão incerto...)

Então decidiu:
Nem fitas
Nem laços
Nem brilhos
Nem cor
Desceu (resoluto)
E carregou o trenó
De PAZ e AMOR!
Carolina Palminha

Quadrinhas ao Menino Jesus

Menino Jesus

Diz-me onde estás
Lembra-te que o mundo
Precisa de PAZ!

Menino Jesus
Olhos bonitinhos
Dá sol e amor
Para os mais velhinhos
Menino Jesus
Chegou o Natal
Sabes onde eu moro?
Diz ao Pai Natal

Diz ao Pai Natal
A minha morada
Esperarei por ele
De noite acordada

Quero ver as prendinhas
Que ele me vai dar
Eu portei-me bem!
Podes perguntar...

Carolina Palminha


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.

Popular Posts

Jogos de Desenhos da Dora Aventureira

Pesquise Aqui

Custom Search

Marcadores

Alfabetização Alfabetos All Artes Artigos Educacionais Atividades Bíblicas Atividades de Alfabetização Atividades de Ciências Atividades de Escrita Atividades de Inglês Atividades de Leitura Atividades de Letramento Atividades de Matemática Atividades de Ortografia Atividades de Produção Textual Atividades de Redação Atividades Geométricas Atividades para 1º ano Atividades para 2º ano Atividades para 3º ano Atividades para 4º ano Atividades para 5º ano Atividades para 6º ano Atividades para 8º Ano Atividades para 9º Ano Atividades Pontilhadas Atividades prontas Bilhetes de Incentivo Bonecas de Papel Bordas Pedagógicas Brinquedos Pedagógicos Caixinha de Leitura Calendários Caligrafia Capas para Cadernos Carnaval Cartazes Cartões Caça-Palavras Cenários Infantis Cliparts Escolares Combinados de Sala de Aula Contos de Fadas Coordenação Motora - Atividades Copa do Mundo Crachás Escolares Cruzadinhas Pedagógicas Datas Comemorativas Descobrimento do Brasil Desenhos para Colorir Desenhos para Emoções Dia da Mulher Dia das Crianças Dia das Mães Dia do Circo Dia do Gaúcho Dia do Livro Dia do Professor Dia do Soldado Dia do Índio Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas Dicionário Ditados Dobraduras Educação Física Enigmas Espanhol Estações do Ano Etiquetas para Cadernos Família Festa Junina Figuras Escolares Filosofia para Crianças Folclore Frases Frases para Grupos de Estudo Fábulas Infantis Férias Geografia Brasileira Gramática Halloween Higiene Hinos Nacionais História Humor Hábitos de Higiene Ideias Identidade da Criança Imagens para enfeitar atividades Incentivos Interpretação de Textos Jogos Pedagógicos Jograis Labirintos - Atividades Lembrancinhas Letramento Liga-pontos Literatura Infantil Mandalas Infantis Mascaras Infantis Matemática Matemática Infantil Material Dourado Maternal Meus textos modelos de Ficha de Avaliação Modelos de Termos de Compromisso Moldes Máscaras Infantis Músicas Infantis Natal Notícias da Educação Numerais Origamis Ortografia Paródias Peças de Teatro Infantil Poesias Infantis Pontuação Problemas de Matemática Projetos Pedagógicos Prova Brasil Páscoa Regras e Rotina Religião Rotina Musical Sete de Setembro Silabários Tabuada Textos para Reuniões Pedagógicas Tirinhas Trânsito Turma da Mônica Vídeos Pedagógicos

Receba em seu Email

Visitantes